Segunda - Sexta 07:00 - 19:00

2º Sábado de cada mês

(11) 3021-5251

WhatsApp / Fixo

(11) 3021-3678

Fixo

 

Nem os ouvidos escapam do efeito dos hormônios sexuais

Nem os ouvidos escapam do efeito dos hormônios sexuais

Março é o mês das mulheres e isso me lembra de tantas coisas misturadas: força com gentileza, superação com coragem, gestação e maternidade com amor incondicional, emoção com lágrimas, tempestade hormonal etc. Mulher tem a ver com muita coisa!

Hoje escolhi falar sobre mulheres e hormônios sexuais. Todo mundo sabe um pouco disso, mas poucos relacionam hormônios com ouvidos. É aí que mora a nossa paixão!

Nenhum órgão do corpo parece escapar do efeito dos hormônios sexuais e com os ouvidos não seria diferente! Afinal, zumbido, perda auditiva, tontura e hipersensibilidade a sons podem aparecer ou piorar durante as mudanças de estrógeno, progesterona e testosterona.

Na TPM, gravidez, climatério ou menopausa, esses sintomas visitam mulheres de qualquer idade sem pedir permissão. Em alguns dias de TPM, meus ouvidos ficavam muito sensíveis com os sons do metrô. Nos outros dias do ciclo, eu não sentia o menor incômodo.

Mudanças nesses hormônios podem alterar as vias auditivas, mas nem sempre as mulheres relacionam seus sintomas de ouvido com isso, e sim, ao estresse da vida diária. Isso gera erro no tratamento e deveria ser melhor enfocado. Daí a importância de investigar bem as mulheres com sintomas de ouvido, já que aqueles causados por alterações hormonais podem ser tratados de forma diferente dos que são causados por estresse.

Na gestação, zumbido e tontura podem aparecer por causa da anemia, típica do 2º trimestre, pela hipertensão na (pré-)eclampsia ou pela ingesta frequente de doces em qualquer fase da gravidez. Zumbido e perda auditiva também aparecem por causa da ativação de doenças hereditárias (como a otosclerose do osso estribo) ou pela surdez súbita (interrupção abrupta de circulação sanguínea do ouvido, semelhando ao que acontece no infarto).

No climatério e menopausa, sintomas de ouvido podem estar no meio de várias consequências da baixa de hormônios sexuais: mudança do metabolismo de carboidratos, aceleração do envelhecimento, aumento de insônia, ansiedade e depressão etc… ou seja, motivos não faltam!

Mesmo que várias dessas situações sejam reversíveis, a qualidade de vida das mulheres pode ser bem comprometida. Por isso, o trabalho de equipe entre o ginecologista, obstetra e otorrinolaringologista pode ser benéfico e decisivo para melhorar a saúde auditiva das mulheres em qualquer idade.

E você, lembra de algo a mais que relacione os ouvidos e as mulheres?

 

O Instituto Ganz Sanchez disponibiliza MUITO MATERIAL GRATUITO e DE QUALIDADE na TV Zumbido e nas redes sociais (Facebook, Instagram e Youtube) para ajudar a população. Aproveite para (re)vê-los e saber mais sobre isso!

E se você prefere material mais focado para descobrir detalhes, disponibilizamos 2 produtos:

1) O treinamento online o “ABC…Z DO ZUMBIDO” é dinâmico e direto ao ponto. Os 3 módulos “Entendendo o Zumbido”, “Investigando o Zumbido” e “Tratando o Zumbido” ajudam tanto para o público que sofre como os profissionais que atendemAssista uma aula grátis!

2) O livro “QUEM DISSE QUE ZUMBIDO NÃO TEM CURA?” é leitura fácil e rápida para otimizar o tempo.

Caso precise de consulta online, também estamos preparados para ajudar de modo personalizado! Escreva para [email protected] ou mande uma mensagem de whatsapp para 11-3021-5251.