Segunda - Sexta 07:00 - 19:00

2º Sábado de cada mês

(11) 3021-5251

WhatsApp / Fixo

(11) 3021-3678

Fixo

MAIS UMA DO CIGARRO: AGORA, ATÉ O FUMO PASSIVO PODE PREJUDICAR A AUDIÇÃO

MAIS UMA DO CIGARRO: AGORA, ATÉ O FUMO PASSIVO PODE PREJUDICAR A AUDIÇÃO

Que fumar faz mal para várias partes do corpo todo mundo sabe… mas para o ouvido, poucos acreditam! Pois é! Eis que um estudo da Faculdade de Medicina da Universidade de Nova Iorque concluiu que os jovens expostos frequentemente ao fumo passivo têm quase três vezes mais chance de desenvolver perda auditiva precoce, consequência normalmente associada ao envelhecimento.

A pesquisa foi realizada com mais de 1500 jovens dos 12 aos 19 anos. Para avaliar a capacidade auditiva, foram feitos exames de sangue de cotinina (química que se forma após a entrada da nicotina no organismo) e testes específicos para calcular a audição para sons de alta, média e baixa frequência.

Os pesquisadores viram que quanto maior o nível sanguíneo de cotinina (reflete exposição à fumaça do tabaco), maior o risco de perda significativa da audição. Além disso, 80% desses jovens já tinham pelo menos alguma alteração na audição sem saber disso.

Mas, como a nicotina age? Diminuindo a circulação do sangue em vasos sanguíneos espalhados pelo corpo. Como o ouvido interno (onde estão as células auditivas) só tem um único vaso de calibre bem fino, a nicotina diminui o fornecimento de oxigênio para as células que trabalham dia e noite sem manter estoque de energia. Por isso, pode comprometer mais facilmente o “nosso” terreno de estudo e provocar zumbido, dificuldade para ouvir ou entender por causa de perda auditiva para sons agudos Um sinal de alerta é a sensação de ouvido tapado.

De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde) mais de 600 mil fumadores passivos morrem por ano. Você não quer fazer parte disso, né? Então não hesite, ajude amigos e familiares a deixarem a nicotina de lado. E se for fumante, procure a ajuda de um profissional!